o-que-e-trabalho-remoto-1

O que é trabalho remoto: quais as vantagens e dificuldades desse novo estilo de vida?

O trabalho remoto é a tendência do mundo pós pandemia. Quais são as vantagens e dificuldades de se trabalhar de qualquer lugar? Como as empresas lidam com isso? Home Office é mais produtivo? Qual o modelo de negócio ideal?

Diante da pandemia, muitos foram forçados a trabalhar de casa. A necessidade de distanciamento social popularizou o Home Office no mundo.

Entretanto, pouco se fala das vantagens e desvantagens dessa modalidade de trabalho.

Vou analisar alguns pontos aqui, que farão você repensar, e talvez até considerar adotar tal estilo de vida.

O que é trabalho remoto?

Trabalho remoto é a forma de exercer uma função profissional fora do ambiente corporativo. Em outras palavras, é trabalhar de qualquer lugar.

Quando digo qualquer lugar, me refiro à diversos ambientes diferentes para se trabalhar — um escritório compartilhado, praça de alimentação de shoppings, cafés, restaurantes, ao ar livre em praças e parques. Até mesmo em aeroportos, aviões, ônibus.

Este tipo de forma de se trabalhar, é ao mesmo tempo um sonho para muitos mas algo distante de outros.

O Cenário do trabalho remoto no Brasil até 2019

Segundo o IBGE, em pesquisa feita em 2018, mesmo antes da pandemia no Brasil havia cerca de 3,8 milhões de pessoas adeptas ao trabalho remoto. Muitas delas trabalhando de casa ou em escritórios de coworking.

O Coworking é quando escritórios são montados à fim de colocar em um mesmo local de trabalho, profissionais de diversas empresas, muitas vezes áreas completamente diferentes. É uma excelente experiência, trabalhar em contato com pessoas que não teriam nenhum tipo de ligação se não fosse esse modelo.

O trabalho remoto é bastante popular entre profissionais liberais, freelancers, ou mesmo pequenos empreendedores e autônomos.

Muitos donos de e-commerces, lojas virtuais ou prestadores de serviços digitais também trabalham desta forma, geralmente.

O modelo de negócio das startups também vêm popularizando este estilo no mundo inteiro.

A internet permite este tipo de trabalho, cada vez mais presente na vida cotidiana.

Vantagens do Trabalho Remoto

Autonomia

Se você se decidiu por trabalhar remotamente, você está apto a decidir como, onde e quando irá trabalhar. Mesmo quando as grandes empresas proporcionam tal opção aos seus funcionários, é muito difícil para elas determinar a hora que a pessoa vai ou não trabalhar. Neste caso é você que vai saber a melhor hora para realizar suas tarefas.

Redução de Custos

Como a pessoa basicamente vai escolher de onde vai trabalhar, ela pode reduzir drasticamente os seus gastos no dia a dia. Seja com o lanche na padaria, almoço em restaurantes, deslocamento — via transporte público ou particular — pode-se gastar muito menos trabalhando de casa ou locais bem próximos.

Qualidade de Vida

É inegável que há grandes problemas em vários ambientes de trabalho. A convivência diária com chefes agressivos, grosseiros ou mesmo antipáticos é bem desgastante para qualquer um. Há também aqueles vários colegas de trabalho que só querem fofocar, falar mal dos outros, o dia inteiro. Além de gerar um mal estar entre os funcionários, ninguém aguenta uma pessoa chata.

Em pesquisa feita pela Owl Labs em 2019, 71% dos profissionais que trabalham em home office no Brasil se dizem mais felizes.

Maior Produtividade

Pessoas são diferentes e por isso precisem de “regras” diferentes. Eu, por exemplo, sou adepto ao trabalho à noite, ou até mesmo de madrugada. Muitos preferem acordar bem cedo e já começar a todo vapor. Como você faz suas regras no trabalho remoto, você saberá melhor que ninguém, como ser mais produtivo. Inclusive, receber um sorriso do seu filho às 10h da manhã e poder tirar meia hora para brincar na sala com ele, é algo que — para mim — não tem preço.

Desde o início da pandemia, 78% dos brasileiros se sentem mais produtivos trabalhando remotamente, em pesquisa realizada pela Pulses em 2020

Dificuldades Comuns do Trabalho Remoto

Há tempos, a prática do trabalho remoto não era tão bem vista assim pelas pessoas.

Eu por exemplo, já trabalho desta forma há muitos e muitos anos.

Uma vez aconteceu um episódio que me marcou bastante.

Estava eu em casa quando minha internet caiu. Como de praxe, reiniciei o modem, mas nada.

Entrei em contato com a operadora e eles me fizeram um monte de perguntas. Mais uma vez, nada.

Mandaram então um técnico à minha casa para resolver o problema.

O rapaz era agradável, bom de serviço. Resolveu o problema bem rápido.

Enquanto fazia os reparos, ele me perguntou se eu estava de férias. Eu disse que não, trabalhava em casa mesmo.

Logo então me perguntou se eu era tipo uma “dona de casa”, e eu disse a ele que não, eu trabalhava via internet, de onde eu quisesse.

Foi assim que ele me disse que era coisa de rico. Ele nunca tinha visto alguém que trabalhasse desta forma.

Julgamento alheio

Como na história que eu descrevi, muitas pessoas acham que trabalhar fora do ambiente convencional de trabalho é “coisa de vagabundo”, ou “coisa de rico”. O ponto aqui é que muitos não encaram isto com naturalidade e pode se tornar algo chato e corriqueiro na sua vida.

Solidão

Por mais que você possa trabalhar de casa, perto de sua família, chega um momento que é normal sentir falta do convívio social. Somos seres com necessidade de convivência com outras pessoas. Como durante a pandemia, tal contato teve que ser evitado, não foi possível fugir deste sentimento. No entanto, muitos optam por fazer reuniões online para diminuir o distanciamento.

Procrastinação

Para mim esta é a maior dificuldade. A vontade de trabalhar no sofá, deitado, com a tv ligada em uma série no Netflix, bate à porta de trabalha em casa, quase o tempo todo. É um complicado resistir. No entanto, há alguns métodos para driblar a procrastinação. Escrevi um artigo sobre como ser mais produtivo, trabalhando em casa, que fala exatamente como combater o problema do “vou deixar para um pouco mais tarde”.

Dificuldade de Concentração

Em uma pesquisa feita em março de 2021 pela Robert Half (empresa de recrutamento especializado), 1 a cada 5 brasileiros dizem que as distrações causadas pela família é a maior dificuldade para o Home Office. E realmente pode ser um grave problema. Da mesma forma que tirar um tempo para brincar com o filho durante o “expediente”, a proximidade com pessoas que não estão trabalhando, é um tanto quanto complicada. Seja a esposa te chamando, o filho gritando ao seu lado, ou a campainha que toca para uma entrega.

Futuro do Trabalho Remoto

No início de maio de 2020, o CEO do Twitter, Jack Dorsey, disse aos seus funcionários que boa parte deles seria liberada para trabalhar de casa por tempo indeterminado.

Práticas como essa são cada vez mais adotadas por empresas no mundo inteiro. Sejam elas grandes corporações, até negócios locais.

É inevitável a mudança de comportamento depois da pandemia.

Trabalhar em casa já não é mais algo longe da realidade das pessoas. Por mais que muitos voltarão ao trabalho presencial, o Home Office já é parte da cultura profissional.

Entretanto, o trabalho remoto é hoje, um dos objetivos de quem se arrisca a trabalhar na internet.

É muito mais fácil começar este novo estilo de vida, com a criação de um negócio digital.

Se este também é o que você busca, eu indico um artigo interessante que publiquei há algum tempo, Quero trabalhar em Home Office: por onde começar?. Nele eu falo um pouco sobre o que você precisa para começar a trabalhar em casa e ter um negócio de sucesso.

Caso você tenha alguma dúvida, ou queira saber um pouco mais sobre o assunto, faça o download do eBook “A Arte de Dominar a Internet”. Lá eu te mostro o passo-a-passo para começar um negócio na internet e como atrair clientes.

Alguma dúvida?

Fonte: https://www.oberlo.com.br/blog/estatisticas-home-office