Dropshipping Nacional: Como Encontrar Bons Fornecedores De Dropshipping

Dropshipping é um dos modelos de negócio de maior sucesso do início desta década. Assim, encontrar boas maneiras de fazê-lo é crucial para o sucesso do seu negócio.

“Mas como encontrar bons fornecedores? Eles existem no mercado nacional?”

Se você está com estas dúvidas, veio ao lugar certo. Hoje falaremos sobre as vantagens do dropshipping nacional, como obter fornecedores e quais as maiores redes de dropshipping do Brasil.

Confira.

Por que optar por Dropshipping?

E-commerce é definitivamente o investimento da década. Além da expansão natural da internet, entramos em mais um ano onde o distanciamento social é necessário.

No entanto, isso não diz nada a favor do dropshipping, então por que investir neste modelo de negócio? Deixamos uma lista dos principais benefícios deste modelo de e-commerce.

  • É econômico: você não lida com estoque, portanto não precisa comprar para revender e nem alugar um espaço para armazenar os produtos.
  • Possui menos riscos: Como você lida com menos processos e dinheiro diretamente envolvido, se tudo der errado você perderá menos. Mas se tudo der certo, os ganhos são os mesmos, mas com despesas menores, o lucro é maior!
  • Administrar dropshipping é mais eficiente: você passa menos tempo gerenciando produtos e a loja, e tem mais tempo de investir na criação do seu site e em suas campanhas de marketing digital.

Por essas razões, é muito mais atrativo para o investidor começar na área dos investimentos digitais através de dropshipping.

Fornecedores: A grande dificuldade do Dropshipping

Em dropshipping, fornecedores são responsáveis pela entrega do produto diretamente na porta do seu cliente. Eles fazem a contratação do frete, mas nem sempre da forma mais segura e comunicativa o possível.

Portanto, você deve encontrar um ótimo fornecedor para ter sucesso neste modelo de negócio. Para isso, você irá precisar:

Realizar buscas no Google

Busque por “fornecedor dropshipping”, “dropshipping + seu nicho”, “dropshipping + seu produto”. Dê uma olhada nos resultados e entre em contato com cada uma das opções disponíveis.

Se informe sobre as condições de entrega, prazos, parceiros, condições de troca por possíveis danos, forma de rastreamento de pedido, etc.

Busque Por Fabricantes

Muitos fabricantes vendem apenas no formato B2B, mas alguns outros podem realizar a venda diretamente para você ou até realizar dropshipping.

No entanto, o principal motivo para entrar em contato com eles é para solicitar uma lista de fornecedores dos seus produtos. Uma vez com a lista em mãos e uma boa referência de fabricantes, você estará altamente direcionado.

Lembre-se! Seus fornecedores serão parceiros por longa data, portanto seja o mais cordial o possível desde o início!

Rede de Fornecedores Dropshipping Nacional

Se está procurando por grandes nomes para buscar produtos, vamos direto ao ponto: O mercado de dropshipping nacional ainda está em expansão, mas alguns nomes já se destacam.

Xtreme Atacado: Rede bem aberta e transparente. Atuam com nichos como roupas, móveis, eletrônicos, eletroportáteis, relógios, smartphones, casa e jardim.

Rosa Tropical: Rede referência de moda verão, especificamente beach wear.

Empório Bag: Referência para bolsas, mochilas e carteiras.

Vivo na 25: Capinhas de celular, carregadores e fones de ouvido.

Mix Barato: Moda Geral.

Lux Joias: Nome autoexplicativo. O site vende joias de todos os tipos.

Como Montar Um Negócio Dropshipping?

Primeiramente precisará de um site para exibir seus produtos. Caso queira montar um negócio flexível, que lhe permite adicionar produtos de inúmeros fornecedores, com total liberdade de produtos e vínculos, você pode montar sua loja virtual com ferramentas de desenvolvimento web online.

Utilize page builders que permitam personalizar cada canto da sua loja para que sua identidade visual esteja sempre clara aos olhos do consumidor.

Também, com esta ferramenta você poderá criar logo, cores e tudo o mais para colocar seu site no ar.

Depois, basta adicionar os produtos dos melhores fornecedores que pôde encontrar e partir para as campanhas de marketing digital para dominar seu nicho.

O dropshipping nacional pode ser a forma mais barata de popularizar seu e-commerce e conquistar um público comprador fiel.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

5 Ideias simples para chamar clientes para seu negócio

Precisa de ideias para chamar clientes? Listei aqui algumas opções bem interessantes e com custo bem baixo. A intenção aqui é mostrar que independente do tipo de negócio, é possível ter sucesso. Basta ter criatividade, dedicação e foco.

O cenário é geralmente assustador no início de um negócio. Seja ele uma loja, empresa de serviços ou um produto digital. A dificuldade é muito grande.

A parte mais desafiadora de todo o processo de empreender, é sempre chamar clientes. Muitos acham que basta criar anúncios, um local de muito fluxo de pessoas ou encher as redes sociais de posts de vendas. Bum, as vendas explodem. Mas não é bem assim que acontece.

E como podemos chamar clientes para o nosso negócio? Está aí a pergunta de 1 milhão de dólares.

Bill Gates já disse que, a empresa que não está na internet, não estará em lugar nenhum. Está fadada ao fracasso. E não ache que é só para empresas no início de suas atividades. Grandes corporações também não vão sobreviver.

Tirando estabelecimentos comerciais que estão localizados em pontos de muito fluxo de pessoas, há grande dificuldade em chamar a atenção do público e efetuar vendas.

Por causa desta dificuldade, vou propor algumas coisas que vão te dar um retorno bem interessante.

1. Faça Parcerias

Não é de hoje que pequenos empreendedores buscam ajuda de players já consolidados para divulgar uma marca.

No mundo digital é muito comum e dá bastante resultado também. Geralmente, tais parcerias são feitas buscando personalidades (influencers) pertencentes ao seu nicho de mercado. Podem ser feitos vídeos colaborativos, anúncios, envio de produtos.

No offline é possível propor algum tipo de desconto, benefício exclusivo ou mesmo colocar materiais informativos dentro do espaço físico de um grande empreendimento.

O importante é que parceria é algo bom tanto para o pequeno, quanto para o grande. Ninguém vive, nem cresce sozinho.

2. Faça Networking

O termo Networking está se popularizando no Brasil recentemente, mas a prática é antiga. É a tradicional entrega de cartões de visita para possíveis parceiros comerciais. Mas não aleatoriamente.

Frequentar eventos profissionais como palestras, feiras, treinamentos, lançamentos, pode trazer muitos contatos interessantes de profissionais com relação com seu negócio. Estude bem quem participará do evento e veja se faz sentido com o seu público alvo.

Na internet é possível se filiar a grupos de facebook, fóruns, guias comerciais, ou empresas especializadas como o BNI. Sempre busque uma forma saudável de fazer isso, caso contrário será como encher o bolso de cartões de visita, sem resultado algum.

3. Crie Conteúdo para informar e entreter

Marketing de conteúdo é algo relativamente novo e bastante efetivo. Inclusive é a forma mais comum de escalar algum empreendimento, principalmente após o surgimento do Google e das Redes Sociais.

Não pense que postar textos informativos, infográficos, artigos ou posts em redes sociais iniciaram este processo. Se você tem mais de 30 anos, provavelmente se lembra das latas de leite condensado que tinham receitas no verso do rótulo. É um clássico do marketing de conteúdo. O cliente consome o produto e ainda obtém algum tipo de benefício. Isso o incentiva a consumir casa vez mais o produto. Pense neste conceito e crie algum tipo de conteúdo útil para o seu cliente.

Compartilhe tutoriais, infográficos, artigos. Informação não tem dono, ensine algo útil e ganhe o cliente.

4. Deixe sua marca mais profissional: crie um logotipo

Muitos pequenos negócios são feitos para subsistência — a pessoa fica desempregada e tenta arrumar algo para ganhar dinheiro. Assim, é bem comum empreendimentos que não possuem um conceito, um arquétipo, uma filosofia, crenças ou traços bem definidos.

Hoje em dia, fazer um logotipo é algo bem mais simples e barato. Existem várias empresas especializadas em comunicação capazes de desenvolver uma grande marca para seu produto, ou serviço. Há serviços para todos os bolsos, não se preocupe com isto. Caso você tenha pouco orçamento, ainda assim você conseguirá resultado.

Importante dizer que uma logo deve ser entregue com um formato vetorial (psd, cdr, ai, eps) para que você possa aplicá-la em diversos formatos.

5. Proporcione ao seu cliente uma boa EXPERIÊNCIA

Deixei o melhor para o fim — uma boa experiência pode ser tanto algo físico, quanto virtual.

Entende-se como experiência, tudo o que envolver a compra e consumo de seu produto ou serviço.

Pense que você acordou com uma terrível dor nas costas e resolveu fazer uma massagem. Procurou um local perto da sua casa e marcou um horário. Como nunca fez antes, não sabe como é, mas acha que vai ser agradável.

Você chega num ambiente acolhedor, sente um perfume suave. É recepcionado por uma atendente com um grande sorriso no rosto e voz adocicada. Ela te pergunta como pode te ajudar hoje, quer realmente resolver sua dor nas costas. Você é levado a uma sala com musica baixinha e muito barulho de água.

Nem preciso dizer quão extraordinária seria esta experiência, não é mesmo?

Então, é possível oferecer ao cliente uma grande experiência tanto na vida real, quanto no ambiente virtual. O importante é a pessoa ter todas as suas expectativas superadas.

Invista em detalhes que realmente farão a diferença. O cliente espera algo e ser surpreendido fará diferença na vida dele. São ações que realmente trazem muitos clientes e sucesso ao seu negócio.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Fazer um Site ou Redes Sociais: por onde começar?

Quando alguém quer iniciar um empreendimento, logo pensa em milhares de impedimentos. Este processo é normal. Vou listar aqui algumas diferenças entre começar investindo tempo e dinheiro em um site para o seu negócio, ou investir em mídias sociais.

O assunto é complexo, não é possível resumir muito. Para efeito de argumentação, listei 3 características de cada um. Lembro que existem inúmeras que pendem os dois lados.

Existem muitos que defendem que ter um site, é mais seguro. As redes sociais são empresas, e como tal, elas podem deixar de existir de uma hora para outra. Já com um site, ele permanecerá ativo até que você resolva tirá-lo do ar.

É possível atrair muito mais pessoas através do Google, desde que o site esteja bem posicionado. E tudo depende da qualidade de conteúdo que você disponibiliza na internet.

Já as redes sociais são bastante utilizadas por muitos, todos os dias. É relativamente fácil atingir as pessoas com uma postagem, desde que o algoritmo entenda sua relevância.

É possível listar uma infinidade de motivos para um ou para outro. No entanto, o importante é começar — seja por qualquer um dos canais.

1. As pessoas buscam por soluções no Google

Normalmente as pessoas vão até o Google atrás de uma solução para um problema qualquer. Já faz parte da nossa realidade consultá-lo sempre que preciso. Desta forma, você pode aparecer para o seu futuro cliente, solucionando a dúvida que ele tem.

2. Um site será sempre seu, não importa o que aconteça

Imagine se você dedicar todo o seu tempo para alimentar uma determinada rede social com seu conteúdo. Você atraiu milhares de pessoas durante um tempo e conseguiu vender bastante. No entanto, toda rede social é uma empresa, ou seja, ela pode fechar as portas. Claro que não é fácil, mas o Orkut também foi uma gigante no começo dos anos 2000.

3. No Google você não precisa de seguidores

É possível atingir muito mais pessoas se você tiver bom conteúdo para oferecer. No google não é preciso “cativar” o seu público para que consuma o que você posta, é normal atrair muitas pessoas a partir da dor que você resolveu. Todos os dias você alcança bastante usuários ao invés de ficar entre os seus seguidores, ou quem pesquisa por hashtags.

4. É possível interagir com as pessoas em tempo real

Já nas redes sociais, é possível ter contato mais rápido com o seu público. Assim que você posta algo, as pessoas já interagem e dá para medir a “popularidade” do seu post em tempo real.

5. Pessoas que você conhece, ou que gostam do seu conteúdo podem te acompanhar

Assim como para o empreendedor é bom ter uma resposta rápida do seu público, é interessante para o cliente consumir o conteúdo de quem ele gosta. Desta forma as pessoas ficam mais informadas e não perdem nada sobre o seu negócio.

6. as Redes Sociais entregam pouco organicamente, mas anunciar é fácil

É muito pequeno o percentual de pessoas que te seguem e realmente recebem o que você posta. Há quem diga que somente 1 a 3% dos seus seguidores são alertados sobre as suas postagens. Sim, é muito pouca gente que você atinge normalmente. No entanto, fazer uma promoção e impulsionar seus posts é extremamente fácil e intuitivo.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Como colocar uma foto dentro de uma “moldura” de celular?

Sabia que com poucos cliques você consegue fazer uma montagem com uma foto, para ela aparecer dentro de um celular?

Estou aqui para te dizer que é muito simples fazer isto usando o Canva.

Basta criar um novo documento em branco, clicando na parte superior direita em “Criar um Design”.

criar um design no canva

No painel ao lado esquerdo, clique em UPLOAD e selecione a foto que você quer trabalhar. No exemplo que eu dei na galeria, peguei um print da tela do meu celular, com o Instagram aberto.

fazer upload de foto no Canva

Quando a foto acabar de carregar, arraste a foto para dentro do documento em branco que você criou.

Inserir imagem no Canva

Clique em EFEITO, na parte esquerda superior da área do Canva, e selecione o Smart Mockups. Clique na setinha ao lado direito para ver mais opções de maquete de celular.

Selecionar Efeito no Canva
Selecionar efeito smartmockups

Pronto, automaticamente a imagem aparece magicamente dentro de um celular.

Agora é só baixar e compartilhar onde quiser. Caso a sua conta seja Premium, você pode baixar com fundo transparente, fica mais bonito.

baixar imagem no Canva

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

7 Coisas que um Designer profissional faz, E VOCÊ TAMBÉM VAI CONSEGUIR FAZER.

Muitos pequenos empreendedores querem usar as redes sociais para atrair clientes. No entanto, quando se deparam com a dificuldade em fazer imagens bonitas, montagens atraentes e até mesmo animações, se desmotivam e abandonam a ideia.

Quase diariamente eu recebo e-mails, ligações, ou mesmo mensagens no Whatsapp, perguntando como fazer para vender no Instagram. Como é possível criar imagens atrativas para as redes sociais, cartazes ou panfletos?

Você pode até pensar que isto é coisa para profissional, aqueles Designers inteligentes e que cobram bem caro para reproduzir tão bonito trabalho. A má notícia é — é verdade, os Designers gráficos realmente conseguem fazer coisas muito mais atraentes que nós, meros pequenos empreendedores.

Entretanto, há também uma boa notícia — você também pode fazer coisas sensacionais, mesmo sem conhecimento prévio na área. Sim, isto é mais fácil do que você imagina.

Há alguns anos surgiu uma plataforma para este tipo de serviço, e hoje é bastante conhecida — Canva.

O Canva

O Canva é uma ferramenta fundamental para que o pequeno empreendedor crie suas próprias artes, sem precisar gastar. Olha que coisa maravilhosa — o Canva tem uma conta gratuita, e muito boa por sinal. Claro que há o plano pago e você fatalmente vai querer assinar, vá por mim.

Ele funciona no esquema “arrasta e solta” ou Drag and drop, como é mais conhecido em inglês. Isso proporciona a você modificar objetos, posições, camadas, cores, fontes, títulos, tudo com muita tranquilidade. Você simplesmente seleciona um tema base no painel, ele aparece na sua imagem e você começa a editar. É possível fazer o que quiser — desde a ideia mais simples até a mais complexa.

Para deixar um pouco mais claro, vou colocar aqui algumas imagens do que é possível fazer por lá. Vou citar alguns tipos de arte gráfica que ele te oferece com diversos modelos pré-fabricados.

1. Logotipos

Caso você esteja começando um negócio e ainda não tenha uma logo, facilmente você resolve este problema com os modelos disponíveis.

Lembro que este é só um ponto de partida, é possível customizar tudo no modelo, desde a fonte, cor, forma, desenho, linhas.

Além disto, na versão paga ainda é possível baixar o formato de logo sem o fundo, formato png. Isto é bom para você inserir a sua logo em um site, desenho, arte, banner, sem ficar um retângulo branco atrás dela. A logo fica inserida perfeitamente na imagem.

2. Posts para Instagram

Você pode não saber, mas existe um tamanho certo para que a imagem caiba certinha no post do Instagram. E o melhor é que o Canva já te dá o modelo do tamanho correto. Agora é possível liberar a imaginação e criar conteúdo interessante para atrair mais seguidores.

3. Stories do Instagram

Da mesma forma que você sabe que precisa tirar uma foto com o celular na vertical para os stories, é possível colocar uma imagem fabricada lá. Caso você queira sair dos comandos básicos do Instagram para produzir melhor seus stories, esta é a pedida certa.

4. Miniaturas do Youtube (thumbnails)

Outra boa pedida é criar as capas, ou miniaturas para o Youtube. Vídeos com boas miniaturas atraem muito mais pessoas. Se a capa for ruim, pode arruinar toda a sua ideia de criar um canal para atrair clientes.

5. Posts para Facebook

O Facebook já meio que saiu de moda, mas ainda é uma ferramenta muito boa para atrair clientes para seu negócio. Ainda existe muita gente que usa diariamente, principalmente para interações em grupos e anúncios. Crie uma página profissional e poste bastante coisa lá, o Canva te dá ótimas opções.

6. Cartazes

Olha que recurso fantástico — existem diversos modelos de cartazes para você fazer, imprimir e divulgar seu negócio. Pode ser tanto para decoração interna, se você tiver uma loja, ou para colar em outros estabelecimentos. É usado há muitos e muitos anos, mas com certeza ainda funciona, e muito bem. O Canva inclusive disponibilizou o recurso de imprimir para você e te enviar.

7. Documentos A4

Agora você ficou surpreso, tenho certeza. Lá também tem ótimos modelos de tamanho A4. Crie seu cardápio, papel timbrado, avisos ou qualquer outro documento. Ficou fácil demais criar material de qualidade e economizar um dinheiro.

Bom, isto é só uma pequena demonstração do poder que esta ferramenta maravilhosa tem. Va lá, crie uma conta gratuita e comece a mexer. Entenda o funcionamento dela, e já comece a colocar a criatividade em prática. Além de ser bom para fazer conteúdo e material para seu negócio, você vai perceber que é também uma grande satisfação poder criar tudo do seu jeito.

Quer aprender a fazer artes como um profissional?

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Como começar um pequeno negócio: qual o melhor produto ou serviço?

Se você quer empreender e procura ideias de negócios, cuidado — já começou errado. O ponto de partida de todo empreendimento é apresentar uma solução para uma dor de alguém.

Eu conheço a história: “Eu sempre quis empreender, mas não tenho ideia do que fazer”.

Muita gente acha que nasceu com o dom do empreendedorismo e quer saber como ganhar dinheiro. Outras acham que é possível vender qualquer coisa, de qualquer jeito. Existem até os que buscam os produtos revolucionários, aquela ideia mirabolante que ninguém sequer imaginou. E já te adianto — as melhores ideias de negócio não aparecem na sorte.

Não caia nas armadilhas.

Devido a crise que passamos, muitas pessoas procuram por empregos ou oportunidades de negócios na internet. Não é raro se deparar com vídeos de venda de cursos para riqueza imediata. O tradicional passo a passo infalível para ganhar rios de dinheiro. Aquele vídeo de um Guru do Marketing Digital, com uma plateia inteira falando frases motivacionais, que mais parecem uma religião. O engraçado é como é fácil ficar rico, não é mesmo?

O problema não é saber se aquilo realmente funciona. Se você está pensando que eu vou falar que não, se enganou — muitas vezes funciona sim, mas não é para você agora. Para dar certo, é preciso investimento e conhecimento em diversas áreas da comunicação. Ou seja, o negócio precisa estar mais maduro. Neste momento você ainda está só no começo, na ideia. Aconselho não começar a partir destes modelos, vá com calma.

O ponto de partida de um empreendimento sempre deve ter o foco na dor. Neste caso, o termo dor representa um problema, uma necessidade de alguém — a máquina de lavar parou. O fogão não acende. O computador não carrega. O portão não abre. A tv não liga. Tudo isto são dores. O ponto é saber como resolver.

Muitas vezes a pessoa nem sabe qual é o problema. Perceba que ao falar que o fogão não acende, não disse nada a respeito da causa, apenas constatei a consequência. Provavelmente o fogão tenha parado de acender porque estava entupido. Neste caso, agora falo qual é a dor. Chegar a conclusão é geralmente difícil. É preciso conhecimento para isto.

Se você percebeu que tem uma solução para uma dor muito comum, pode ser o que precisava para dar início a um negócio. Lembre-se que toda ideia parte de algo simples, algo que possa ser dito em poucas palavras. “Eu sei como fazer as pessoas se deslocar mais fácil, rápido e barato” — pensou o criador do Uber.

Não pense que só as grandes corporações partem desta premissa, mas os negócios bem sucedidos, certamente.

Provavelmente você deve estar pensando como saber sobre as dores das pessoas, de onde vai vir a inspiração. Nunca foi tão verdadeira a afirmação que “nada se cria, tudo se copia”. Não tente inventar a roda, ouça às pessoas. E sabe como fazer isto? Basta tirar o celular do bolso e digitar G-O-O-G-L-E, em um navegador.

O Google é a melhor ferramenta para você saber quais as dores das pessoas. Claro, se muita gente pesquisa por dúvidas, não há lugar melhor para saber sobre quais são tais dúvidas. A maior parte das pesquisas partem de uma pergunta — qual a capital da Índia? Qual a escalação do meu time de futebol de hoje a noite? Como fazer um bolo de chocolate? O que é marketing?

Como fazer?

Abra o Google.com. Faça uma pergunta sobre algo que te interesse e clique em pesquisar. O quê apareceu? Um monte de resultados. Basicamente os primeiros são anúncios pagos e os demais são links de lugares (sites) que podem responder à pergunta. O Google sempre tenta descobrir se o que você precisa é resposta em texto, uma imagem, ou um vídeo, uma lista. A intenção sempre é te dar a resposta mais relevante possível.

Se você tem algo em mente, vá atrás de tudo o que envolva o tópico. Sejamos práticos — é melhor partir de uma ideia fácil e simples. Sendo assim, gastamos menos tempo para achar uma ideia interessante de negócio.

Vamos supor que você queira comercializar algo relacionado a moda, roupas, acessórios. Pense nos seus futuros clientes — Quais peças estão em destaque hoje em dia? Para quem você quer vender? O que está na moda? Agora é a hora de deixar a imaginação fluir. Não existe pesquisa certa ou errada, tudo é possível.

Fique atento às perguntas em vídeos no Youtube do seu tema. Elas podem te dar grandes ideias de negócios. Leia artigos em sites, veja perfis do Instagram. Assista vídeos. Não se prenda, consulte tudo o que envolva a área que você tem algum conhecimento.

Com uma boa ideia sobre o que as pessoas precisam, fica muito mais fácil encontrar a melhor solução para elas. Achar um bom produto, oferecer um serviço. Descobrir uma demanda por algo que você ainda não conhecia. O sucesso do seu futuro negócio vai depender muito do produto ou serviço que você escolheu trabalhar. Dedique um certo tempo a esta primeira etapa do seu negócio, fará muita diferença depois.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!