Domínio Expirado: O que é? É bom para SEO?

Um domínio expirado é um domínio comum que não foi renovado até a sua data de vencimento. Quando isto acontece, após um tempo de espera (em torno de 30 a 45 dias) e não foi ainda renovado, eles voltam ao mercado e podem ser registrados, por qualquer pessoa. Quando estes domínios possuem boas métricas de autoridade, elas permanecem por um tempo. Profissionais de SEO geralmente os compram pois são extremamente úteis para uma campanha de posicionamento nos mecanismos de busca.

O que é um Domínio?

Um domínio é um endereço na internet (www.seudominio.com, por exemplo).

Estes endereços na verdade são um direcionador dos usuários que acessam um endereço, para um nome e número, chamado de dns.

Estes dns na verdade mostram para o navegador qual é o IP do servidor de hospedagem de sites que o seu site está.

Basicamente falando, o domínio diz ao navegador de quem acessa, onde está o seu site.

Como ficaria extremamente difícil decorar os números de cada site na internet, a solução foi atrelar os IP à endereços “escritos”.

Então, para que você colocar um site novo na internet, ele necessariamente precisará de um servidor de hospedagem e um domínio, a sua escolha.

Como ele expira?

Sempre quando um domínio é registrado, ele tem um tempo de validade atrelado.

Pode-se comprar por 1 ano, 2, ou até 10 anos, geralmente.

Após o período comprado termina, o proprietário tem a opção de renová-lo.

Assim que o período se esgota, ainda é possível renovar por um prazo em torno de 15 dias mais ou menos.

Se após este período todo, mesmo assim o proprietário opta por não renovar, aí ele entra em um processo que no Brasil, para domínios .com.br, é chamado de processo de liberação.

Quando um domínio possui uma grande autoridade, ele pode ser disputado por mais de uma pessoa.

Neste caso, após um certo tempo com mais de uma pessoa envolvida neste processo, o domínio pode entrar em processo de leilão.

Isto ocorreu recentemente com o domínio orkut.com.br

Ele possui tanta autoridade que resolvi colocar aqui o comunicado para quem estava na disputa, o valor que venceu o processo de leilão.

Pasmem:

email de resultado de leilao do dominio orkut.com.br

Isto mesmo, ele foi leiloado por UM MILHÃO, QUINHENTOS E QUARENTA MIL REAIS.

Dá para ver assim como um domínio expirado pode ser útil para o plano de SEO de um site.

Como ele foi uma Rede Social extremamente importante em sua época, ele atingiu patamares altíssimos tais como as Redes Sociais atuais possuem.

Então, o valor é alto pois ele pode levantar qualquer site a patamares altíssimos de relevância na internet.

Como pesquisar por domínios expirados?

Há algumas ferramentas na internet com a finalidade de encontrar domínios expirados com boas métricas.

Várias delas são pagas, mas há uma em especial que é bastante utilizada e gratuita.

O endereço dela é https://www.expireddomains.net.

Lá é possível filtrar os domínios por várias métricas como DA, PA, UR, etc.

Além de ser possível também filtrar por TLD.

Para quem procura um domínio para sua estratégia de SEO ou mesmo para sua empresa, vale a pena procurar por algum que seja relevante para seu nicho de mercado.

Depois de expirado, ele pode ser registrado normalmente pelas entidades registradoras de domínios.

Como Registrar um Domínio Nacional (.com.br)

Este tipo de registro no Brasil é regulamentado pelo registro.br.

Você acessa o site, faz a procura pelo domínio a sua escolha na barra principal ao centro da tela.

tela do registro br registro de dominio .com.br

Caso o domínio esteja disponível, já aparecem as opções para registro e valor do pagamento a ser feito.

Assim você cria uma conta e recebe um e-mail com as instruções de pagamento após seu ticket ser validado e processado.

Efetuando o pagamento de acordo com a quantidade de tempo determinada por você, o domínio é seu e só você poderá usá-lo para seu site.

Atualmente, o valor de registro de um domínio .com.br é de R$ 40,00 por um ano de validade.

Caso precise de mais tempo, há um certo desconto de acordo com a quantidade de anos a mais.

Bom dizer que o registro.br também registra uma série de outras extensões, como:

Este são apenas alguns, para conferir a lista completa de extensões, veja aqui.

Como Registrar um Domínio Internacional (.com)

Há muitas empresas que fazem este tipo de registro, inclusive por se tratar de TLDs (extensão do domínio) internacionais.

Uma boa opção é o Whois.com.

Lá você também faz a pesquisa pelo domínio desejado na parte principal do site.

tela whois para registro de dominio .com

Se estiver disponível você já fica sabendo e continua quase que da mesma forma do registro.br.

Os preços lá são muito bons, vale a pena pesquisar.

No entanto como disse, há várias empresas que fazem isto.

Fique de olho com os preços cobrados por cada uma, podem variar e muito.

Inclusive há algumas “promoções” que você pode ganhar um grande desconto no primeiro ano mas depois o valor pode ficar extremamente mais caro.

Assim como o Registro.br, o Whois também pode registrar várias outras extensões de domínio, tais como:

extensoes whois para registro

Lá mesmo ainda é possível registrar uma infinidade de outras extensões, confira a lista!

Estratégias de SEO para compra de domínio expirado

Profissionais de Marketing Digital que trabalham bem o SEO, costumam pesquisar na internet por domínios expirados que já estejam disponíveis.

Caso ele possua boas métricas, eles os compram e utilizam-se desta autoridade para que seja possível ranquear sites nestes domínios muito mais facilmente do que em um domínio novo.

A autoridade do domínio é atingida por uma grande quantidade de fatores.

Como ninguém sabe exatamente como funciona o algoritmo do Google, várias empresas na internet criaram suas próprias escalas para medir tal autoridade de acordo com o que elas julgam ser o mais próximo do que o Google faz.

Não é novidade que o Google ranqueia como mais relevantes, sites com maior autoridade tanto no domínio quanto nas páginas.

Desta forma, assim que um site é instalado no domínio expirado mas agora já ativo novamente, o Google entende que o site já possui autoridade pelo domínio ser, digamos assim, mais confiável.

Como escolher o melhor domínio para o seu negócio

Geralmente indicamos para nossos clientes que registrem domínio com sua marca e o seu nicho de mercado.

Isso significa que, caso um cliente tenha uma pizzaria que se chame por exemplo “Expressa”,  é interessante que ele busque por www.expressapizzaria.com.br, ou www.expressapizzaria.com.

Tal observação é feita pois geralmente o domínio é o que o Google ranqueia primeiro nas suas páginas de resultados.

Sendo assim, ele pode ser ranqueado tanto pelo nome da sua empresa quanto pelo nicho que ela se insere.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Saldo FGTS: O que fazer com o que tenho a receber?

Como posso mudar minha vida profissional com o saldo do FGTS? Saiba aqui como você pode começar a empreender na internet e ganhar dinheiro trabalhando em casa!

Saiu a notícia que de acordo com o ministro Paulo Guedes, o governo estuda liberar até R$ 42 bilhões para saques do FGTS e R$ 21 bilhões do PIS/Pasep, transmitida no canal Globo News na última terça-feira, dia 16/7/2019.

Você já pode consultar seu saldo do FGTS ou PIS PASEP no site da Caixa.

O empregado que recebeu esta notícia e está querendo dar novo rumo à sua carreira profissional já pode estar sonhando em ter seu próprio negócio.

Definitivamente esta pode ser a sua grande chance!

Pensando nisto, separamos algumas opções para você, que está nesta situação, aproveitar este dinheiro e começar a trabalhar em casa:

Infoprodutor:

Esta é uma modalidade em alta atualmente.

Existem plataformas para comercialização de cursos online, e-books, material informativo ou qualquer produto digital.

Você pode iniciar sua carreira online fazendo um curso sobre algum assunto relacionado a sua experiência de trabalho.

Sua vivência no seu nicho de mercado pode ser bastante útil a várias pessoas.

A referência neste segmento é o Hotmart.

Marketing de Afiliados:

Aproveitando a citação do Hotmart, esta prática de venda por afiliação é quando alguém se candidata a vender, virtualmente, o produto que alguém produziu e disponibilizou esta opção.

Hoje em dia existem milhares de produtos virtuais que você pode vender na internet e ganhar valores extremamente atraentes.

Dê uma pesquisada para saber se há algo relacionado à sua experiência profissional e comece hoje mesmo!

Montar uma Loja Virtual:

Se você está acostumado com vendas, montar sua própria loja virtual pode ser uma alternativa muito boa para investir o seu dinheiro.

O desenvolvimento de uma loja na internet é algo bastante barato e há possibilidade de você nem ter estoque para revender.

Em uma pesquisa rápida no Google, você acha uma infinidade de empresas que pode desenvolvê-la para você.

Caso você se aventure no desenvolvimento, existem várias ferramentas que você pode usar, entre elas o WordPress.

Vender através do Mercado Livre e OLX:

Caso você queira vender algo mas não tenha disponibilidade para criar uma loja virtual, uma opção válida são as plataformas de vendas online, como Mercado Livre e OLX.

Nesta modalidade você pode negociar antes mesmo de decidir investir dinheiro e ainda por cima tem uma grande procura por vários tipos de produtos.

Importante dizer que…

Seja qual opção você vai escolher, é extremamente necessário que estude bastante antes de qualquer decisão.

O Google nos permite ter acesso a um acervo quase que infinito de opções sobre qualquer assunto.

Experimente fazer um curso, pela internet mesmo, para que possa se inteirar melhor no que está pensando em fazer.

Hoje em dia temos a facilidade de nem precisar sair de casa para aprimorarmos nosso conhecimento sobre algo.

Se a sua decisão for mudar de vida, o importante é fazer alguma atividade com excelência.

E a informação é a saída para que possa ter êxito no seu novo empreendimento.

Lembre-se que conhecimento nunca é demais.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Vale a pena procurar um cupom de desconto na internet?

Se você já ouviu falar ou já utilizou um cupom de desconto pode ter passado pela seguinte situação: procurou por um voucher por vários minutos e quando finalmente encontrou um, ele não estava válido. Então, será que vale a pena procurar um cupom de desconto na internet? Calma, não precisa desanimar! Neste artigo vamos explicar tudo sobre o tema e te dar boas razões para continuar utilizando esse recurso para economizar.

O que é cupom de desconto?

Cupom de desconto é uma tecnologia que permite que os lojistas online forneçam códigos promocionais que são revertidos em porcentagem à menos no valor da compra. Na prática, significa que ao utilizar um voucher de desconto na sua compra, você pode conseguir pagar uma certa porcentagem a menos do que o valor mostrado no site.

Um cupom de desconto é composto por um código alfanumérico. Para utilizá-lo, basta encontrar um cupom dentro da validade, copiar esse promocode e colá-lo no local indicado da última etapa da compra, já na tela do carrinho. Ao inserir o código, o saldo será atualizado com o novo valor que você vai pagar.

Uma das grandes vantagens do cupom de desconto é que existem várias “categorias”. Alguns são destinados para quando o cliente está fazendo sua primeira compra no site, outros para datas específicas do ano (Natal, Black Friday, etc), além do cupom frete grátis, que funciona para isentar o consumidor da taxa de entrega. A maioria das grandes lojas online oferecem seus cupons, fazendo com que esse tipo de economia seja prática e segura.

Cupom de desconto tem validade?

Por incrível que pareça, sim, os cupons de desconto tem prazo de validade. Geralmente, quando uma empresa fornece vouchers promocionais, ela coloca um determinado período de tempo para submissão ou um número de usuários. Digamos que uma loja online criou um cupom de 30% de desconto. Ela poderá definir que esse cupom só será aceito pelo site até o final do mês ou quando o cupom atingir o número de 100 usos, ou enquanto durarem os estoques.

Geralmente quando um código promocional assim é divulgado, os termos e condições de uso são disponibilizados em conjunto, deixando bem claro na descrição todas as regras para que o cliente não fique com dúvidas sobre a aplicação do cupom para o produto de seu interesse. E na dúvida, faça o teste.

E é justamente por essa situação que muitos consumidores se perguntam se vale a pena procurar um cupom de desconto na internet. Muitas vezes, um cliente pode encontrar diferentes vouchers e nenhum deles ser válidos – o que acaba gerando uma grande frustração. Se isso já aconteceu com você, precisamos te contar que talvez o problema não esteja em procurar, mas sim aonde você está procurando.

Onde procurar por cupom de desconto?

Existem duas possibilidades principais: os sites de cupom de desconto ou a loja online da marca. Vamos começar pela loja online! É comum que o consumidor tenha seu e-commerce preferido e sempre realize suas compras na mesma plataforma. Se este for seu caso, vale a pena seguir a empresa nas redes sociais ou aproveitar as mensagens de ofertas que aparecem na tela. Muitas vezes, a loja disponibiliza cupons de desconto para seus usuários, geralmente apresentados em uma pop-up. Ou seja, hora de ficar de olhos bem abertos!

Outra possibilidade são com os excelentes sites de cupons de desconto. Esse tipo de plataforma foi desenvolvida para reunir vários vouchers em um mesmo local, dos mais variados tipos, valores e marcas. Os top sites de cupom de desconto são aqueles que fazem um serviço de seleção que exclui vouchers fora da validade, o que facilita ainda mais a vida do consumidor. Por fazer esse “agrupamento”, o site de cupom de desconto é seguro e não oferece riscos ao consumidor, serve apenas de intermediário para uma compra com desconto.

Cupom na mão, hora de comprar!

Certamente, com essas dicas você será capaz de encontrar boas opções de cupons de desconto para utilizar. Essa é uma das melhores e mais práticas formas de economizar, já que não compromete o consumidor com nenhuma compra futura e permite que você adquira o que deseja do conforto da sua casa. E cá para nós, tem coisa melhor do que receber um produto sabendo que economizou?

Então, respondendo à questão do início deste artigo: vale a pena procurar um cupom de desconto na internet? Sim, vale a pena! Ainda mais depois de saber onde é o melhor lugar para procurar. Contar com sites de cupons de desconto ou receber promoções das marcas vai facilitar a sua busca e permitir que a compra seja muito mais simples, rápida e econômica.

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Marketing Digital: O que é? Quais melhores estratégias?

Marketing Digital é um conjunto de técnicas de comunicação colocadas em prática através da internet com o intuito de divulgação, relacionamento com os clientes e afirmação da marca no mercado. As práticas deste segmento mais conhecidas e usadas são o Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo e SEO.

Neste artigo, nosso objetivo é mostrar a você o que é o Marketing Digital da forma mais pura que o conceito pode nos trazer.

Leia este artigo até o fim e entenda como e por onde começar a atrair mais clientes para a sua empresa já!

Conceito de Marketing

Primeiramente é importante deixar claro que Marketing não é só propaganda como muita gente pensa.

É um ciclo de ações que se auto alimentam desde a criação do produto ou serviço, até a sua venda, de fato.

Entendo que o processo de pós-venda também entra neste sistema, mas aqui vamos pensá-lo dentro do processo de vendas em si.

Então não pense em Marketing Digital como algo simplório e resumido a algumas ações na internet como utilização de anúncios e redes sociais.

Muitas pessoas confundem Marketing Digital com compartilhamentos de links ou venda de produtos afiliados.

No entanto é muito mais que isto.

Marketing de acordo com Kotler

Como parte do Marketing convencional, esta vertente se baseia em conceitos bem consolidados de persuasão, comunicação (com o público), branding e qualidade.

Como definição de Marketing, de acordo com Philip Kotler, grande pensador deste assunto, “Marketing é um processo social e gerencial pelo qual indivíduos e grupos obtêm o que necessitam e desejam através de criação, oferta e troca de produtos de valor com outros’’. (KOTLER, Philip. 1998. p27).

Pensando de acordo com Kotler, primeiramente é um processo social, que envolve pessoas e relacionamento entre elas.

Isto já nos dá a ideia da importância da comunicação entre a empresa e seu cliente.

Este grupo de pessoas descritas pelo autor ainda nos indica que conseguem o que desejam através da criação (entenda aí o produto ou serviço da empresa), ofertado (ou seja exposto para o público) em troca de produtos de valor (valor pode ser monetário neste caso) com os outros.

Neste pequeno segmento ele já nos indica onde e como o marketing é aplicado em empresas e consumidores.

Quando me refiro a empresas, pode-se entender também como pessoas que ofertam produtos ou serviços a outras pessoas também.

Na prática…

Então, levando em considerações estes conceitos, podemos verificar que o Marketing Digital é sim o conceito de Marketing convencional aplicado através da internet.

Obviamente, com o desenvolvimento da internet, várias ferramentas online específicas para cada ação foram surgindo e daí vem o distanciamento dos dois segmentos.

Além disto há muito mais recursos para que possamos analisar as campanhas de marketing de acordo com os números de desempenho.

A internet possibilitou que o Marketing Digital seja mais assertivo que o convencional neste aspecto.

Agora pode-se medir todo o impacto que as campanhas atingem.

Mas isso será explicado mais para frente neste artigo.

Continue lendo e descubra muito mais…

Como surgiu o Marketing Digital?

A internet começou a se popularizar no início da década de 90 no mundo.

Na verdade, era uma época com que tecnologias bem rudimentares, tudo ainda estava engatinhando no meio digital.

Os usuários e as empresas ainda estavam se acostumando com esta ferramenta que anos mais tarde se tornaria fundamental para a nossa vida cotidiana.

Neste tempo, tudo ainda se resumia a poucas páginas informativas, poucos buscadores (alguns que nem existem mais como o Cadê, por exemplo) e poucos usuários.

Tudo ainda se baseava na troca de mensagens entre pessoas via ICQ, MSN e mIRC.

(Quanta saudade desta época…)

Aos poucos as pessoas iam criando sites bem simples em html, com poucos recursos e informações.

Ao longo do tempo a internet passou a ser mais compartilhada entre serviços e comunicação e entretenimento.

As empresas começaram a utilizá-la como ferramenta para captação de clientes e venda online.

Assim aos poucos o termo “Marketing Digital” foi ganhando força.

Ter um blog grátis ou postar histórias em sites já se tornava um hábito comum.

Como o Marketing Digital era ainda muito embrionário, muito se confundia com o Marketing tradicional.

Desta forma era bastante comum ainda o Marketing ser um meio bastante passivo, no qual a direção das ações era unilateral, partia das empresas e eram recebidas pelos consumidores.

A Era Google

Anos mais tarde, em meados dos anos 2000, o Marketing Digital começou a tomar a forma como nós o conhecemos hoje em dia.

Agora já era uma via de comunicação de mão-dupla, não só as ações de marketing partiam das empresas e chegava ao usuário.

Desta feita, o usuário passou a encontrar o que precisava na internet.

Principalmente depois da consolidação do grande buscador tão conhecido hoje em dia, o Google.

E este ponto de partida foi onde o Marketing Digital se distanciou do Marketing convencional, na prática.

O cliente passou a ser o dono das ações e com plenos poderes de escolher quem efetivamente poderia ajudá-lo com o seu problema.

Assim passamos a comprar de quem realmente queríamos comprar.

Ele praticamente se libertou das grandes redes somente, e com isto o mercado se tornou bem mais amplo e diversificado, em todos os segmentos.

Lembre-se deste detalhe que será importante para o desenvolvimento de estratégias de marketing digital adiante.

Vantagens do Marketing Digital

Alcance

Inúmeras são as vantagens desta prática.

A primeira delas é que, de acordo com dados do Banco Mundial, o Brasil possuía em 2016, 60,9% de sua população usuária da internet.

Isto significa que quase 130 milhões de pessoas no Brasil (em 2017) estão efetivamente navegando pela internet quase todos os dias.

Hoje em dia este número deve ter crescido bem, mas já dá para termos uma ideia de grandeza.

Pensando em tamanho de mercado, somos um dos países no mundo com a maior quantidade de pessoas com acesso à rede.

Desta forma, a internet alcança tantas pessoas quanto nenhuma outra forma de comunicação consegue alcançar.

Levando em consideração que através da internet podemos alcançar não só pessoas no Brasil, como no mundo inteiro quase que instantaneamente.

Interatividade

Hoje é bem possível que a empresa tenha um contato muito mais próximo com o seu cliente.

Através do envio de e-mail ou gestão de redes sociais, é possível ter um feedback em tempo real do que está sendo vendido.

Este resultado é de fundamental importância para que possa melhorar a imagem da empresa frente ao cliente, entender os problemas de seus produtos ou serviços e até mesmo vender outros produtos ou serviços relacionados e assim ter o cliente fidelizado.

Obviamente que, como já falamos aqui, o cliente tem o completo domínio da situação, não dar ouvidor ao cliente pode tornar o maior problema para a sua empresa.

Da mesma forma que ouvir e dar atenção ao seu consumidor ajuda e muito no Marketing da empresa, não o atender bem pode ser sua ruína.

Muita gente antes de tomar qualquer decisão de compra, recorre ao Google.

Então dê ouvidos ao seu cliente, ele é a razão de ser da sua empresa.

Velocidade

Antes era bastante comum o cliente fazer elogio, reclamação ou tirar alguma dúvida através de cartas para o fabricante.

Depois de um tempo, alguns passaram a fazer ligações telefônicas.

No entanto, em ambos os casos a velocidade da comunicação ainda era bem lenta.

Atualmente, as empresas devem dedicar parte de sua força de trabalho ao atendimento via redes sociais principalmente.

O cliente não costuma esperar mais por uma solução, ela deve ser quase que imediata.

E a melhor forma disto é a internet.

E lembre-se de que um cliente bem atendido pode ser uma ótima via de divulgação de seus produtos ou serviços.

E-mail e telefone ainda devem ser disponibilizados.

Quanto maior for o número de canais de atendimento ao cliente, melhor.

Mensuração de dados

Aí está a maior diferença entre o Marketing Digital e o convencional, a possibilidade de mensuração just-in-time, ou seja, em tempo real, do impacto que suas campanhas têm.

Hoje é extremamente possível saber quem foi impactado, quem comprou, quem não quis comprar, por que não quis comprar e muito mais.

A segmentação é muito eficaz e você pode escolher, com grande riqueza de detalhes, para quem sua campanha se destina, ou, qual são as características que seu potencial comprador possui.

Grandes anúncios não são mais tão necessários, uma vez que com orçamentos bem menores é possível vender praticamente de tudo na internet.

Democratização

Antigamente para vender algo era preciso investir em propaganda na tv, jornal, revista, panfletos ou coisas do tipo.

Hoje em dia é possível investir pouco e ter uma eficiência muito grande na venda de seu produto ou serviço.

E este detalhe é que democratizou a internet.

Empresas pequenas têm a possibilidade de se tornarem grandes em um número impensável há tempos.

Um número muito pequeno de empresas tinha a chance efetiva de se tornarem grandes.

Hoje o cenário já é bem diferente.

As Startups estão aí para nos confirmar esta tendência.

Elas são empresas que nasceram com pequeno investimento e ao longo do tempo vão se tornando gigantes, principalmente por causa da internet.

 

Estratégias de Marketing Digital

O Inbound Marketing

Lembra da via de mão dupla de comunicação que a internet nos trouxe?

Então, esta é a base da estratégia de Inbound Marketing:

Captar potenciais clientes, entender as dores que eles têm, ajudar a resolvê-las, vender e acompanhá-lo em futuras dores que ele venha a ter.

Você pode aprender mais sobre o Inbound Marketing aqui mesmo no nosso blog, temos um post só deste assunto.

Através do Inbound Marketing as empresas tentam entender quais são as dores das pessoas, como ajudá-las a resolvê-las, vender seus produtos que vão de encontro aos problemas e acompanhar o cliente em outras possíveis dores que ele tenha posteriormente.

Nesta técnica é importantíssimo que o cliente potencial, geralmente chamado de lead, seja acompanhado e levado a conhecer todo o acervo de conteúdo importante que a empresa disponibiliza em seu site.

Este conteúdo pode ser artigos, e-books, aulas em vídeo, tutoriais ou qualquer material gratuito (geralmente) que possa ajudá-lo.

Assim o cliente compra efetivamente de quem ele sabe que pode resolver um problema que ele tem.

Marketing de Conteúdo

Por definição é:

Gerar autoridade em um nicho de mercado através da expertise da empresa no segmento que ela atua.

Basicamente o Marketing de Conteúdo é uma parte do Inbound Marketing.

A geração de conteúdo extremamente relevante ao usuário é a marca principal desta estratégia.

É inclusive através deste conteúdo que as pessoas chegam até a empresa.

Por exemplo, uma pessoa quer saber como arrumar sua máquina de lavar e procura isto no Google.

Se uma empresa tiver um artigo publicado que ajude esta pessoa a resolver o problema dela com sua máquina de lavar, ela vai fidelizar este usuário, que vai passar a navegar pelo site da empresa mais vezes.

Com o tempo, a confiança deste usuário na empresa é tamanha que ele acaba comprando a solução, que nos caso é o conserto da máquina de lavar.

Assim, o cliente vai até a empresa, não o contrário.

Claro que desta forma a possibilidade de venda é muito maior do que um simples anúncio.

O SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização de Mecanismos de Buscas, em português)

O SEO é o conjunto de técnicas aplicadas em um site (e também fora dele) para que ele suba nos resultados das SERPS (Páginas de resultados dos buscadores).

Como não poderia deixar de ser, o SEO ou Otimização de Site geralmente conhecido, é também parte congruente das duas estratégias acima.

Quando uma pessoa faz uma pesquisa no Google, por exemplo, a página de resultado da busca é um ranking, no qual o primeiro site é o mais relevante para a pesquisa do usuário.

Segundo, terceiro, quarto e por aí vai.

Então a intenção do SEO é fazer com o que o Google entenda que o seu site é bem relevante para as pessoas, ficando mais acima possível do ranking.

E isto significa mais visitas ao seu site.

Por isto, uma grande estratégia de SEO deve ser focada no cliente, e não no buscador.

O Google só vai entender que seu conteúdo é relevante para uma pessoa, se este conteúdo efetivamente resolver uma dúvida que o usuário teve.

Desta forma, é imprescindível que o SEO faça parte de uma grande estratégia de Inbound – Conteúdo – SEO.

Ou seja, o ideal é que as 3 estratégias façam parte de uma só.

A implementação destas estratégias por uma empresa podem trazer ótimos resultados de uma forma gratuita e orgânica.

Gratuita no sentido que não é preciso investir nenhum valor em dinheiro para que se tenha tráfego de pessoas e consequentemente, vendas.

Está esperando o quê agora?

E você, já está tirando vantagem em usar o Marketing Digital para o crescimento de sua empresa?

Quer uma ajuda nossa? Preencha o formulário abaixo!

Referências:

KOTLER, Philip. Administração de Marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São Paulo: Editora Atlas, 1998.